Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog de aprendendocerto
 


final

1° Fase:

PREPARAÇÃO:

- Procure saber o dia exato de cada prova.
- Esteja preparado. Saiba a matéria toda.
- Tranqüilize-se! O medo leva ao fracasso.
- Reveja a matéria já estudada.
- Evite estudos exagerados à véspera da prova, com o prejuízo do sono e da alimentação.
- Elabore com inteligência as idéias principais de cada capítulo.
- Interprete inteligentemente as questões propostas pelo professor.
- Sinta que a prova é uma oportunidade para você mostrar que aprendeu.

2º Fase:

REALIZAÇÃO

- Concentre-se.
- Leia a prova com atenção.
- Procure dividir o tempo para as diversas questões.
- Interprete as questões e dê respostas exatamente como foram pedidas.
- Responda primeiro às perguntas que você souber melhor.
- Chegue à resposta certa por eliminação das proposições erradas nas questões de múltipla escolha.
- Seja honesto e faça apenas o que sabe.
- Continue tranqüilo se seus colegas começarem a entregar as provas antes do sinal.
- Releia a prova antes de entregá-la.

Conselhos Práticos

1. O medo de tirar nota runim é o pior empecilho para o estudo. Não estude por notas!

Estudar para aprender é a mais bela aventura. Estude porque você ficará diferente, melhor e terá mais oportunidades na vida.

2. Estude mais a disciplina de que menos gosta! Certamente, você terá mais dificuldade para aprendê-la.

3. Procure analisar detidamente para encontrar o motivo de seu desinteresse por alguma disciplina! Não culpe o professor!

4. Pense sempre que não é difícil aprender!

Milhares de estudantes como você aprenderam e continuam aprendendo. Porque você seria diferente deles?

5. Lembre-se de que quanto mais jovem, mais fácil é aprender. Não deixe para adiante o que você pode aprender hoje.

6. Procure resolver com seu Orientador Educacional os problemas que atrapalham seu estudo! Assim, você terá condições de aprender melhor.

7. Analise as justificativas que você dá para a sua falta de estudo e as substitua por mais estudo.

8. Não engane a si próprio, dizendo-se pouco inteligente ou...

9. Afirmando que a disciplina é difícil! Enfrente as dificuldades! Elas só ajudarão a crescer.

10. Faça da escola apenas um lugar onde você se orienta! Estudar é o que você faz por sua própria conta.

11. Só recorra ao seu professor quando for impossível para você resolver sozinho o problema!

Quanto mais independente você for, maior será seu progresso intelectual.



Escrito por aprendendocerto às 21h45
[] [envie esta mensagem
] []





parte 3

IMPORTANTE

Para você se sair bem nos estudos, basta evitar as causas acima. Se você sente dificuldade em aprender algum assunto, deve ser por falta de método e não de inteligência.

Aprenda a estudar! É mais fácil do que você pensa.

Uma boa aprendizagem exige ordem, seqüência e lógica. Toda aprendizagem é feita de maneira global. Não procure aprender algumas linhas de cada vez. Seu estudo poderá perder o sentido.
Estudar não é decorar. Para saber, é preciso estudar compreendendo.

Estudar para aprender e não apenas para conseguir notas

Se você quer mesmo aprender rapidamente, preste atenção a esta sigla:

Você sabe o que significa isso? Veja!
LER é a palavra central do estudo. Por isso mesmo, ela é muito importante. Eis o significado de cada uma dessas letras, que são os cinco passos para um estudo consciente e produtivo:

L – LEITURA
E – ESQUEMA
R – REPETIÇÃO

1. PESQUISAR– É o primeiro passo para um estudo racional e lógico. Significa procurar encontrar o assunto marcado pelo professor.

2. LER– O segundo passo, após haver encontrado o assunto, é a leitura global do texto , em voz alta, se possível, para que o conteúdo seja ouvido e, após, memorizado com maior facilidade.

3. ESQUEMATIZAR– O terceiro passo, após compreender o sentido geral do texto, que geralmente coincide com o título, é o esquema, ou seja, o resultado da leitura interpretada. Para isso, você deverá ler parágrafo por parágrafo, interpretando-os, retirando deles a idéia principal e escrevendo-as num papel. Nesse momento, todos os termos e expressões desconhecidas deverão ser procurados no dicionário.

4. REPETIR OU REVER – O quarto passo é a repetição das idéias encontradas e aprendidas, acrescentando-se depois pormenores relativos ao assunto.

5. PERGUNTAR – (AVALIAR) – O quinto passo, após haver seguido todos os anteriores, é a verificação de que você aprendeu de verdade. Para avaliar sua aprendizagem, faça perguntas a si mesmo sobre o assunto estudado e tente respondê-las. Se conseguir fazer isso corretamente, é sinal certo de que aprendeu. E então estará pronto para qualquer tipo de avaliação.

Atenção: se, depois de aplicado todo esse processo, você não souber responder, refaça os passos de estudo!



Escrito por aprendendocerto às 21h45
[] [envie esta mensagem
] []





parte 2

- PROCURE um lugar adequado e cômodo para estudar (o local deve ser arejado, agradável e claro, com luz natural entrando pela esquerda.)
- ESTUDE longe da TV, rádio, gravador, telefone ou qualquer outro aparelho que possa prejudicar sua atenção.
- EVITE estudar perto de pessoas ou onde elas conversem, para que não haja ruídos nem distrações.
- ESCOLHA um local em que possa colocar tudo o que for necessário ao seu estudo.
- SENTE-SE a uma mesa de altura adequada ao seu tamanho; ereto, mas sem forçar a sua posição. Para isso, use uma cadeira dura com encosto.
- OBSERVE a postura correta ao estudar. Você aprenderá melhor e evitará problemas na coluna vertebral além dos problemas visuais como desvio do nervo óptico, estrabismo e outras alterações da visão.
- EVITE estudar deitado, pois, além de tudo o que foi dito, o sono virá inevitavelmente.
- ESTABELEÇA um horário fixo para o seu estudo diário, verificando qual o horário em que seu estudo é mais produtivo.
- AFIXE-O no seu local de estudo.
- ELABORE um roteiro semanal de estudo, dando prioridade às suas necessidades.
- FAÇA intervalos para descanso.
- REVEJA a matéria anterior ou antecipe o estudo do capítulo seguinte, se sobrar tempo.
- MODIFIQUE seu plano de estudo sempre que houver necessidade de fazê-lo.

Material

- POSSUA todo o material necessário ao estudo diário (livros – textos), livros de leitura suplementar, Atlas, dicionários, cadernos, lápis, caneta, régua, borracha...
- ORGANIZE todo o material antes de começar o estudo.(Só o que for necessário).



- SEJA PERSISTENTE no estudo diário.
- MANTENHA sempre um ritmo satisfatório de produção no seu trabalho.
- PRODUZA mais a cada dia, tentando diminuir o tempo empregado para o mesmo tipo de exercício do dia anterior.
- DEPENDERÁ naturalmente das condições individuais e do tipo de estudo.
- ESTUDE um pouco a cada dia. Assim, não haverá perigo de você acumular matéria para a véspera das provas.
- PROCURE ESTUDAR, no máximo, durante duas horas seguidas, estabelecendo intervalos curtos para descanso.
- COMECE seu estudo pelas disciplinas mais difíceis.

Você quer ter êxito nos estudos?
Então, evite a todo custo

-CONVERSA NA SALA DE AULA – É uma demonstração de indelicadeza e de falta de consideração com o professor não ouvir, como também não é possível aprender conversando.
-FALTA DE ESTUDO - Os bons resultados no aprendizado são a conseqüência lógica de sua seriedade no estudo, sem a qual você não conseguirá resultados satisfatórios.
-MANEIRA INADEQUADA DE ESTUDAR – Muitas vezes, você estuda, mas não consegue o resultado desejado, simplesmente porque ainda não aprendeu a estudar.



Escrito por aprendendocerto às 21h44
[] [envie esta mensagem
] []





sabe como estudar?

VOCÊ SABE ESTUDAR?

Você tem interesse em ser um bom estudante?
Você quer saber como melhorar seu RENDIMENTO ESCOLAR?
Então, leia com atenção este trabalho.

O objetivo dele é ajudá-lo nos seus estudos para que sua produtividade seja boa e seu final de ano tranqüilo e feliz.

CONVITE

Você quer aprender a estudar de verdade?
Procure memorizar os subtítulos. Eles ajudarão a lembrar coisas importantes para você aprender mais em menos tempo.

Se alguém lhe perguntar porque você gosta de estudar, certamente responderá:
- PARA SER ALGUÉM NA VIDA;
- PARA TER UM BOM EMPREGO;
- PARA TER FUTURO MELHOR;
- PARA GANHAR MAIS COM MENOS ESFORÇO...
Isso mesmo, toda pessoa de bom senso sabe que do seu grau de conhecimento dependerão as oportunidades de crescimento pessoal, social e financeiro.

Vontade

Para conseguirmos alguma coisa na vida, precisamos querer realizá-la. Para que você tenha êxito nos estudos, é necessário querer isso de verdade. Muitas vezes, a VONTADE realiza mais do que a INTELIGÊNCIA. Por isso, observe bem:

Atenção

- Estude com vontade de aprender.
- RETIRE da cabeça e mesmo da mesa tudo o que não diz respeito ao que vai ser estudado.
- CONCENTRE toda a sua atenção no que você vai estudar. Desse modo, você se cansará menos e produzirá mais.
- TREINE sua capacidade de prestar atenção no que faz.

Concentração

- REFLITA sempre sobre o que está lendo ou estudando.
- MANTENHA sua atenção durante todo o tempo que estiver lendo ou estudando.
- PERSISTA no trabalho, mesmo encontrando alguma dificuldade.

Raciocínio

- DEIXE o estudo só quando tiver certeza de que aprendeu realmente o que estudou.
- COLOQUE sua inteligência em função do estudo, procurando compreender o que você lê.
- RACIOCINE enquanto estiver lendo.
- RETIRE de cada parágrafo a idéia principal e a escreva numa folha de papel ou num caderno, para fixá-la depois.

Memória

Memorizar não é decorar. É guardar inteligentemente o que é mais importante, essencial.
- LEIA com expressão e ouça a sua própria voz, para aprender melhor o que estiver estudando.
- PROCURE fixar o que foi aprendido.
- ESCREVA as idéias principais do que estiver estudando.
- ESTABELEÇA relações e associações entre o que você estiver estudando e outras realidades já conhecidas.
- ACIONE bem sua memória. Você consegue!
* Você lê, aprende e guarda o que viu, está acionando sua memória visual.
* Você ouve a explicação do professor ou ouve a sua própria voz numa primeira leitura do texto a ser estudado e guarda o que ouviu, está pondo em ação sua memória auditiva.
* Você escreve e tenta guardar o que escreveu, sua memória motora está funcionando.


ATENÇÃO: Esses diferentes tipos de memória funcionando em conjunto favorecem a fixação do que foi assimilado, não havendo nenhum prejuízo nem sobrecarga.

 

 

 



Escrito por aprendendocerto às 21h43
[] [envie esta mensagem
] []





textos

TEXTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA, POR De Arantes tita

POR QUE ALGUNS EXCELENTES ALUNOS NÃO PASSAM DE PRIMEIRA NOS CONCURSOS E ALUNOS CONSIDERADOS MÉDIOS, PASSAM?

Alunos extraordinários passam em concursos? Nem sempre. Mas por que seria?  O sucesso deixa pistas. E quando observamos uma característica comum a todos os grandes campeões, sabemos que estamos diante de algo valioso. E o que todos eles têm em comum? Amor. Horas debruçados sobre um único problema, páginas  e páginas de rabiscos, contas, tabelas, figuras, totalmente concentrados sem sequer sentir o tempo passar... Como eles conseguem isso? Amando o que fazem. Tantos alunos encararem um ano de curso preparatório ou pré-vestibular com a seguinte atitude: "Este ano vou me matar de estudar, abdicar de tudo o que eu gosto, mas quando eu passar no concurso ou vestibular todo esse sacrifício terá valido a pena." Não funciona. Para começar, esta ideia da escolha da faculdade ou universidade, ou, em outro caso, da melhor empresa é mais uma típica inversão de valores dos nossos tempos. Na verdade, nenhuma instituição tem esse poder de melhorar nossa vida num passe de mágica. E, muitas vezes, o trabalho para manter-se na organização escolhida é ainda mais intenso do que o trabalho para ingressar nela. Mas o maior problema deste modo de pensar é o fato de nenhum de nós resistirmos muito tempo fazendo algo que nos pareça desagradável, e fatalmente não somos capazes de fazê-lo bem feito. Nosso desempenho em qualquer atividade está diretamente ligado ao prazer ou desprazer que sentimos ao executá-la.

Assim, se você se dispõe a passar um ano de "sacrifício" para atingir uma meta, já está se preparando para passar a maior parte dos seus dias executando tarefas "desagradáveis". Isto afeta sua motivação, diminui o seu desempenho e torna-o mais suscetível a distrações. Alunos que encaram assim seus estudos têm dificuldade de concentração, pois frequentemente estão pensando nas diversões que estão "perdendo" enquanto estudam. Com os campeões, é exatamente o contrário. Eles não abdicam da diversão para estudar. Eles se divertem estudando. Por isso aprendem em poucas horas o que muitos "sofredores" levam meses para assimilar. Você gostaria de aumentar significativamente sua capacidade de compreensão e assimilação de qualquer tema que esteja estudando? Aprenda a amar o objeto de estudo.

"Aprender a amar? Como assim? Amar não se aprende, ou você sente amor por algo ou não sente."

Se esta é sua reação, e você realmente acredita não ser possível aprender a amar, provavelmente não vale a pena continuar lendo este artigo. Mas se você, como eu, acredita que amar é uma arte (Há um livro inteirinho sobre o assunto: "A arte de amar", de Erich Fromm), ou pelo menos está disposto a aceitar essa ideia, eis aqui algumas sugestões práticas:

1) Adquira o hábito de fazer esta pergunta diante de tudo o que for estudar: Por que alguém um dia amou isto? O conhecimento humano, especialmente o mais antigo, existe porque alguém um dia interessou-se intensamente a ponto de desenvolvê-lo, e muitas outras pessoas interessaram-se a ponto de assimilá-lo e transmiti-lo. Muitas vezes, entretanto, a forma como o conhecimento é transmitido esconde sua verdadeira essência, tornando-o menos interessante e menos "amável". Procure a essência. Pesquise.

2) Um ótimo atalho é conversar com quem já ama o que você quer aprender. Seu professor, ou aquele colega de classe apaixonado pelo assunto. Pergunte a eles por que gostam tanto daquilo, o que os leva a serem tão apaixonados por aquele assunto. Alguns terão até certa dificuldade de colocar seus motivos em palavras, mas aposto que gostarão de pensar a respeito.

3) Outra dica é lembrar de um momento específico de sua vida em que você amou estudar algo. Ou pelo menos amou aprender algo. Lembre-se do que sentiu, e como. Lembre-se das circunstâncias que favoreceram tal estado emocional. Lembre-se também de como tudo ficou mais fácil e natural. Agora procure ativamente reproduzir tais circunstâncias favoráveis sempre que decidir estudar.

4) Não se limite! Ao estudar para um concurso ou vestibular específico, não cometa o erro de restringir-se ao programa divulgado no edital. Vá além. À medida que desenvolve seu gosto pelo estudo, é natural você começar a ter suas próprias perguntas. Procure as respostas, mesmo que tal busca o leve a temas externos ao seu planejamento inicial. É o seu crescente interesse que o ajudará a passar cada vez mais tempo estudando com prazer. Ao voltar aos temas do programa, a qualidade do seu estudo compensará com folgas o tempo dedicado aos assuntos "paralelos" (sem contar que boa parte desse conhecimento "adicional" pode ter utilidade direta no momento do concurso).

5) Seja curioso! Este conceito já está presente no item 4, mas sua importância justifica a repetição. A curiosidade é outro motivo de as crianças aprenderem tão rápido, e outra característica paulatinamente reprimida em nossas interações com a sociedade, em parte devido à falta de paciência dos adultos (mais sobre isso no artigo anterior deste blog: Crianças). O hábito tão comum do "estudar para passar" leva muitos estudantes a memorizar informação que não entendem, e tal informação é rapidamente esquecida. Exercite sua curiosidade. Habitue-se a perguntar por quê. A respeito do citado hábito do "estudar para passar", vale comentar uma situação comum que vivencio regularmente em sala de aula: Após dedicar-me a explicar ideias e conceitos profundos envolvidos na solução de um determinado problema desafiador, pergunto se todos entenderam, e fazem que sim com a cabeça. Ao abrir para perguntas alguém se anima: "Professor, me deixa ver se entendi. Então, sempre que A eu faço B. É isso?"

Minha resposta é sempre a mesma: "NÃO. Sempre que A, você deve ler o enunciado cuidadosamente, entender a pergunta, usar sua compreensão dos conceitos envolvidos e... PENSAR!" A tentação por "receitas" para resolver "tipos" de questões de prova é grande, mas um único conceito bem aprendido resolve mais questões do que dezenas, às vezes centenas de "receitas".

Aprender implica transformar-se. Metas como passar em um concurso disputado são excelentes motivadores para transformações de aprendizado. Mas o verdadeiro valor não está em ser aprovado no concurso, mas sim tornar-se alguém capaz de tal feito.

Ame estudar, ame aprender, e você se tornará melhor a cada dia, todos os dias. Sempre.



Escrito por aprendendocerto às 21h41
[] [envie esta mensagem
] []





como estudar

 

 



Escrito por aprendendocerto às 21h39
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]